Julho Amarelo - mês de combate às hepatites virais

Em 2010, foi instituído pela Organização Mundial da Saúde, o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais a ser comemorado em 28 de Julho.

No Brasil, foi sancionada pelo governo federal a Lei nº 13.802 em 10 de janeiro de 2019 que institui o Julho Amarelo, a ser realizado a cada ano, em todo o território nacional.

O “Julho Amarelo” visa conscientizar sobre a importância da prevenção, do diagnóstico e do tratamento das Hepatites Virais B e C.

As hepatites virais são doenças provocadas por diferentes vírus que apresentam características distintas. Possuem distribuição universal e existem diferenças entre os vários lugares na ocorrência destas de acordo com o agente etiológico e o tipo de exposição das pessoas aos vírus.

O Ministério da Saúde estima que existam 1,7 milhões de brasileiros portadores do vírus da hepatite C e 756 mil portadores do vírus da hepatite B, porém muitas pessoas não sabem que têm estes vírus.

O conhecimento da existência da doença, principalmente nessa população, é o grande desafio, pois essas pessoas podem ter se contaminado no passado e não sabem que estão infectadas, por ser uma doença sem sintomas e de longa evolução. Por isso a recomendação de realização do teste para hepatite C pelo menos uma vez na vida, com o objetivo de diagnosticar e tratar o mais precocemente.

Várias atividades acontecerão no Estado de São Paulo para comemorar o Julho Amarelo, por iniciativa da Secretaria Estadual da Saúde e dos municípios.

Nesse ano, a proposta do Julho Amarelo envolve testagem para hepatite C focada nos maiores de 40 anos, bem como aconselhamento para todos e encaminhamento para realização de exames e tratamento se indicado no casos positivos.

O Programa Estadual de Hepatites Virais do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) da Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD) da Secretaria de Estado da Saúde (SES)- SP propôs aos municípios, desde 2018, a intensificação da testagem para hepatite C neste mês. Em 2018, em todo Estado, cerca de 400 municípios aderiram a essa ação iniciativa com realização de 100.000 testes.Além de facilitar o acesso à testagem, o objetivo é divulgar o tema à população em geral.